segunda-feira, 6 de junho de 2016

GASLIGHTING – O QUE É E COMO SE DEFENDER?


  • “Isso é coisa da sua cabeça!”
  • “Tem certeza disso? Você vive confundindo e esquecendo as coisas…”
  • “Você tá maluca, isso nunca aconteceu.”






Gaslighting é um termo que a literatura clínica usa para identificar manipulação psicológica de pessoas que fazem suas parceiras duvidarem sobre a veracidade de um fato ou acontecimento, e até mesmo, duvidar da própria sanidade.
O termo vem da peça de teatro Gás Light (1938), em que um marido tenta deixar sua mulher louca diminuindo todas as luzes a gás da sua casa, e então, negando que a luz tenha mudado quando a sua esposa aponta a diferença. É umabuso emocional muito eficiente que faz com que a vítima questione suas próprias percepções, sentimentos e sanidade, dando poder ao abusador. Uma vez que o parceiro abusivo tenha conseguido fazer a vítima perder a habilidade de confiar em suas próprias percepções, passa a ser muito mais provável que ela permaneça nesse relacionamento.
  • Técnicas usadas pelo abusador
  • Negação: “Eu não quero ouvir isso de novo” ou “Você está tentando me confundir”. Acontece quando o parceiro abusivo finge não entender ou se nega a ouvir a parceira(o).
  • Contestação: “Sua memória é ruim, você tá enganada!”. O parceiro(a) abusivo questiona a memória da vítima, ainda quando ela se lembra das coisas corretamente.
  • Desvio: “Essa é mais uma ideia maluca que te fulana te deu, né?” ou “Você está imaginando coisas de tanto conviver com fulano”. Ocorre quando o parceiro(a) abusivo muda de assunto ou questiona os pensamentos da vítima.
  • Banalização: “Você vai ficar brava por algo tão bobo?” ou “Nossa, você é muito sensível”. Acontece quando o parceiro(a) abusivo faz as necessidades ou ou sentimentos da vítima parecerem sem importância e banais.
  • Esquecimento: “Não faço ideia do que você está falando” ou “Isso é coisa da sua cabeça”.  O parceiro(a) abusivo finge ter esquecido o que realmente aconteceu ou nega coisas, como promessas feitas à vítima.
O abuso acontece de forma muito gradual numa relação, inclusive, as ações do parceiro(a) abusivo podem parecer inofensivas ao primeiro olhar. Porém, ao passar do tempo,  esses padrões abusivos continuam e sua vítima pode acabar ficando confusa, ansiosa, isolada e deprimida, podendo perder toda a noção do que está acontecendo ao seu redor. Então ela começa a se apoiar cada vez mais no parceiro abusivo para definir a realidade, o que cria um ciclo difícil de ser quebrado.
É importante começar a reconhecer os sinais e aos poucos aprender a confiar em si mesma de novo para que a vítima se liberte. Segundo o psicalista, PhD, e autor do livro The Gaslight Effect , Robin Stern, os sinais do abuso incluem:
Você duvida de si mesma com frequência.
  • Você se pergunta “Eu sou emotiva demais?” várias vezes ao dia.
  • Você constantemente se sente confusa ou até mesmo maluca.
  • Você está sempre pedindo desculpas ao seu parceiro.
  • Você não entender por que, com tantas coisas aparentemente boas na sua vida, você não está mais feliz.
  • Você frequentemente cria desculpas para justificar o comportamento do seu parceiro para seus amigos e sua família (ou até para si mesma).
  • Você começa a esconder informações dos seus amigos e da sua família para que não tenha que explicá-las ou inventar desculpas.
  • Você sabe que algo está muito errado, mas nunca consegue expressar exatamente o que, nem para si mesma.
  • Você começa a mentir para evitar as distorções da realidade e ser posta para baixo.
  • Você tem dificuldade para tomar decisões simples sozinha.
  • Você sente que costumava ser uma pessoa muito diferente – mais confiante, mais divertida e mais relaxada.
  • Você está desesperançosa e sem ânimo.
  • Você julga que não consegue fazer nada certo.
  • Você se pergunta se é “boa o suficiente” como parceira.
Post original loveisrespect.org
Converse com seus amigos e familiares sobre suas percepções. Não se afaste de pessoas queridas para que não haja isolamento social e que sua rede de apoio exista. Procure ajuda profissional ao reconhecer sinais degaslighting que te afetem causando prejuízo emocional e psicológico.
Relacionamentos abusivos existem em relacionamentos héteros ou homoafetivos, e abusadores podem ser homens e mulheres. 
O número 180 da Central de Atendimento à Mulher de todo o Brasil dá informações sobre suporte a vítimas de abuso. Outros telefones: Espanha, ligue para 900 990 055, discar opção 1 e, em seguida, informar (em Português) o número 61-3799.0180. Portugal, ligar para 800 800 550, discar 1 e informar o número 61-3799.0180. Itália, ligar para 800 172 211, discar 1 e, depois, informar (em Português) o número 61-3799.0180.

Você não está só!